Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » » Qual o poder das Igrejas ?

O que mais tem crescido no Brasil de  hoje  são  as  igrejas. Nas televisões vários canais passam a maior parte dos dias ocupadas  com pregações  de pastores, apóstolos, bispos,padres e  outros  ministros. São  várias denominações: mundial, universal, internacional, católica, batista, assembléia, e uma série de  pentecostais e  outras mais. Nelas  há muitas pregações  sem fundamento  bíblico, muitas  pseudo curas e falsos  milagres, e  muitas mais preocupadas  com prosperidade e com dinheiro mais parecendo  um comércio da fé. As  estatísticas  mostram  que o Brasil  é um país cristão.. Mas  quais os efeitos  destas  pregações ou da doutrina evangélica nos seus  seg uidores se  não percebemos  transformação  neles? O que  estamos  vendo é  o aumento da violência  principalmente  contra as mulheres, da criminalidade, da insegurança, do  comércio e  consumo  das drogas e  principalmente  da injustiça e da corrupção. Não estamos vendo a  conversão nas pessoas nem nas  instituições. O evangelho não está tendo um efeito  transformador. São pregações  bonitas.  A maioria  fala em curas e  libertação que  ninguém vê. Porque  se têm tanto poder de cura por que  não vão   fazer os  cultos nos hospitais e  nos grupos de  drogados? Só assim não precisaríamos  mais  de tantos hospitais. Creio que est&aacu te; na hora de os diversos   ministros das várias denominações religiosas pararem para fazerem uma reflexão para tentarem descobrir o porquê  de suas  pregações  não  estarem  fazendo efeito.  Se  dizem que estão  convertendo as pessoas para Cristo  por que ainda  existem tantos que se dizem cristãos mas agem como pagãos? O  objetivo   do cristianismo deve ser, como o próprio Cristo  disse,a implantação do Reino de Deus que  consiste na  justiça, no amor e na paz, coisas  que não estão acontecendo.É  precisos  que o cristianismo volte às suas origens. Deixar de  lado o interesse pessoal, de estatus e  financeiro e buscar o que o Evangelho prega e o que Jesus deseja. Ele  quer que tenhamos vida e vida em abundância. Tudo q ue conduz à morte  não faz parte da doutrina de  Cristo. As Igrejas cristãs devem se voltar  para  isto e  não  se preocuparem  com ibope e  boletos  bancários pois afinal de contas  religião  não  é comércio. Será  que devemos  continuar dizendo  que o Brasil é um país cristão se ele  continua  mergulhado ma corrupção, na violência, na insegurança e na desigualdade  econômica e social? Realmente  eu pergunto:  onde está  o poder das Igrajas  para  mudar tudo isto?

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário