Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA ACESSAR O SITE DO GOVERNO DO CEARÁ

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » 10 grandes empresários brasileiros que apoiam Bolsonaro


Muitos empresários fazem parte do grupo animado com Jair Bolsonaro no poder. Alguns são ‘raiz’, e engrossaram o coro a favor dos ex-capitão do exército desde a campanha presidencial.
Eles aderiram ao lema “conservador nos costumes, liberal nos negócios”. O grupo reúne nomes como Flávio Rocha, proprietário da Riachuelo e um dos

Parte da turma de apoiadores também forma o instituto Brasil 200, movimento presidido por Gabriel Rocha Kanner, de 28 anos e sobrinho do empresário Flávio Rocha.
A organização carrega em comum ao governo atual as pautas liberais, o apoio a reforma da Previdência e ao pacote anticrime de Sérgio Moro. Juntas, essas empresas faturam mais de 40 bilhões de reais.
Aqui está a lista de figuras do empresariado que militam pelo político:
1 - Luciano Hang, Havan
Dono da rede de lojas de departamentos Havan, Luciano Hang atua como cabo eleitoral de Bolsonaro nas redes sociais. Por causa da militância, ele acabou sendo multado pelo Tribunal Superior Eleitoral por ter impulsionado publicações a favor do seu então candidato à presidência na web. O faturamento da Havan somou mais de 5 bilhões de reais em 2017.
2 – Flavio Rocha, Riachuelo
Rocha ensaiou uma candidatura à Presidência no ano passado, mas desistiu para apoiar Jair Bolsonaro. A bandeira do empresário é a reforma tributária e sua fortuna é estimada em R$ 1,3 bilhão.
3 - João Appolinário, Polishop
Ele é fundador e CEO da Polishop, empresa varejista que tem faturamento anual acima de R$ 1 bilhão.
4 - Sebastião Bomfim, da Centauro
Dono da rede de varejo de artigos esportivos Centauro, o empresário fez declarações dizendo que Bolsonaro é a chance de romper com um governo refém do presidencialismo de coalizão e de um Estado que alimenta privilégios, em referência aos ex-presidentes petistas Lula e Dilma Rousseff.
5 - Edgard Gomes Corona, Grupo Bio Ritmo e Smart Fit
Fundador e presidente do Grupo Bio Ritmo e Smart Fit, Edgard Gomes Corona faz parte do movimento Brasil 200, e fez articulações em Brasília para passar a reforma da Previdência.
6 - Washington Cinel, Gocil
Dono de uma das maiores empresas de segurança do país, a Gocil, o ex-policial militar Washington Cinel é um defensor do porte de armas para a população. A companhia tem mais de 1.000 clientes e está presente em mais de 10 Estados do Brasil
7 - Marcelo Braga, BNZ
Marcelo Nascimento Braga é presidente do escritório Braga Nascimento e Zilio e do instituto Eu Amo o Brasil.
8 - Afrânio Barreira, Coco Bambu
Sócio da rede de restaurantes Coco Bambu, Afrânio Barreira Filho doou 20 mil reais para a campanha de Bolsonaro. O grupo fundado no Ceará em 2001 tem 28 lojas distribuídas pelo país e faturamento de R$ 780 milhões.
9 - Cris Arcangeli, Beauty’in
A empresária Cristiana Arcangeli, dona da marca Beauty'in e apresentadora do reality show de empreendedorismo Shark Tank, faz parte do grupo pró-Bolsonaro e afirma que o apoio é pelas bandeiras de empreendedorismo e pró-emprego que o governo levanta.
Em entrevista à Folha de São Paulo, em julho deste ano, a empresária disse que acredita no Brasil “e nesse novo governo, apesar das coisas engraçadas que a gente vê que acontecem. A intenção de reforma é o que fica para mim”.
10 - Meyer Nigri, Tecnisa
O empresário doou 30 mil reais para a campanha de Bolsonaro, e a construtora fundada por ele tem hoje valor de mercado de R$ 300 milhões. O empresário explicou em entrevista à revista Piauí, em 2018, que seu apoio é porque o Brasil, segundo ele, virou “um país socialista, impossível para os empresários”.
 Fonte: Yahoo Finanças

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário