Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA ACESSAR O SITE DO GOVERNO DO CEARÁ

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » » Chuva forte rompe barragens e deixa famílias desalojadas no Ceará

Em Cedro, na região Centro-Sul do Estado, um reservatório rompeu e em Lavras da Mangabeira, no Cariri cearense, o nível do Rio Salgado dobrou.


Uma precipitação de 105 milímetros provocou o rompimento de barragens de cinco açudes, deixando 10 famílias desabrigadas e mais de 100 desalojadas em várias localidades do município de Quiterianópolis, no Sertão Central e Inhamuns do Ceará, nesta segunda-feira (16), informou ao G1 a prefeitura da cidade.
Com a cheia nos reservatórios de São Pedro Velho, Desterro, Santa Rita, Pontal e Bom Jesus, foram registrados alagamentos em residências, ruas, perdas de lavouras e o desabamento de pelo menos 20 casas.
Considerando ainda que outros açudes estão em iminência de romper, a prefeitura decretou estado de calamidade pública na cidade, nesta segunda-feira, informou o secretário de governo de Quiterianópolis, Epaminondas Bezerra.
“Esta situação de anormalidade é válida apenas para as áreas deste Município comprovadamente afetadas pelas chuvas (...). Autoriza-se a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem nas ações de respostas necessárias a minimizar os efeitos causados pelas chuvas”, especificou o decreto, que tem validade de 90 dias, podendo ser prorrogado por igual período, se comprovada a necessidade.
De acordo com Epaminondas, o primeiro reservatório a romper foi o Açude São Pedro Velho. "Depois, as águas escorreram com velocidade para o Açude Desterro e, em cadeia, atingiu outros”, detalha. Ele diz ainda que, apesar dos estragos, ninguém ficou ferido. Os afetados pelas cheias estão sendo alocados em escolas municipais e postos de saúde.

Moradores ilhados

Na Vila de Santa Rita, cerca de duas mil pessoas estão ilhadas, informou ainda a prefeitura. De acordo com a gestão municipal, o acesso ao local é possível somente com um helicóptero, já solicitado ao Governo do Estado. Segundo o secretário de governo, a expectativa é que a confirmação do pedido ocorra até o fim desta segunda-feira.

Comitê de crise

Além de decretar Estado de Calamidade Pública , a prefeitura de Quiterianópolis montou um comitê de crise, a partir do qual devem ser traçadas estratégias e providências para resolver os problemas que a chuva provocou na cidade.
Uma equipe da Defesa Civil foi enviada de Fortaleza para auxiliar nos trabalhos e outra do Corpo de Bombeiros já está atuando no município.

Alagamentos

Transtornos para moradores foram registrados nos bairros Cidade Nova, Colinas, Alto Brilhante e Centro. Casas e comércios foram invadidas pela água da chuva.
Segundo a Polícia Civil, a Avenida Francisco Pedrosa está intransitável. Os veículos que tentam passar ficam pelo caminho. Existem alagamentos nas Ruas Coronel Raimundo Oliveira, Adelino Gonçalves de Lima e Alexandre e Meio.
A chuva também atingiu a zona rural. Nos distritos de Saquinho e Quebrada, os moradores ficaram com dificuldades de deixarem suas casas. Sete pequenos e médios açudes não suportaram a força da água e romperam na madrugada desta segunda.

Ônibus escolar submerso

Um ônibus escolar do município, que trafegava pela CE 351, teve o seu itinerário interrompido devido à grande quantidade de água acumulada na via.
No momento em que o automóvel ficou parcialmente submerso, não havia nenhum aluno a bordo, apenas o motorista. Ele ainda estava indo buscar os estudantes e não se feriu. Conforme Epaminondas, o ônibus foi retirado do local com o auxílio de uma retroescavadeira.
A prefeitura cancelou as aulas em 30 escolas públicas municipais e duas estaduais pelos próximos 15 dias. Um escola particular também aderiu à suspensão temporária.

Centro-Sul e Cariri

Em Cedro, na região Centro-Sul do Estado, um açude na localidade do Sítio Saco da Onça rompeu e outros dois, também na zona rural, possuem “risco de rompimento”, conforme o secretário da Infraestrutura do Município, Marcus Pitombeira.
“Maquinários que estavam em outro distrito estão sendo remanejados para as localidades de Santo Antônio e Assunção, que foram as mais afetadas pelas chuvas”, destacou Pitombeira. Na zona rural, os pluviômetros do Município marcaram precipitação de 232 milímetros. Ainda conforme o titular da Infraestrutura, não há desabrigados ou desalojados.
Em Lavras da Mangabeira, no Cariri cearense, o nível do Rio Salgado dobrou. Na cidade de Tarrafas, no Centro-Sul, a CE-375 que liga o Município a cidade de Cariús, ficou parcialmente bloqueada no início da manhã desta segunda (16). Uma árvore caiu e impediu o fluxo de veículos por cerca de duas horas. No Centro de Tarrafas, a água invadiu algumas casas. Em ambas as cidades, ninguém não houve desabrigado

Por G1 CE

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário