Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA ACESSAR O SITE DO GOVERNO DO CEARÁ

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » » Governo do Ceará libera R$ 200 milhões para comprar insumos e pede alinhamento nas decisões do Brasil

Na noite nesta quinta-feira (26), o Governo do Ceará liberou R$ 200 milhões em recursos para combater o coronavírus no Estado. O governador Camilo Santana utilizou suas redes sociais para listar também uma série de ações que sido feitas, como a ampliação dos número de leitos na Capital e no Interior, pediu um alinhamento de ações de combate ao vírus no Brasil, e adiantou que haverá uma reunião sobre a economia com o setor produtivo nesta sexta-feira (27).

R$ 200 milhões

Camilo destacou que mundo inteiro tem sido um grande desafio adquirir equipamentos nesse momento do combate à pandemia, mas que no Ceará ele já havia liberado R$ 45 milhões no investimento da reestruturação da saúde pública, e que nesta quinta-feira (26) anunciou mais recursos, totalizando quase R$ 245 milhões, oriundos do tesouro estadual. “Autorizei mais uma compra, agora de quase R$ 200 milhões em equipamentos e insumos para o enfrentando contra o coronavírus, inclusive com uma grande parte já paga. Isso significa a compra de mais respiradores, insumos e custeio de despesas na rede de saúde da Capital e de municípios no interior”, enumerou.

Mais leitos em todo o Estado

O governador listou os números da ampliação de leitos no Estado, além de garantir o aumento no número de leitos aos hospitais do interior também. “Vamos lembrar que adquirimos temporariamente o Hospital Leonardo da Vinci, com 230 leitos, sendo 30 de UTI, para atender com exclusividade pacientes com o coronavírus. Autorizamos a montagem de três Hospitais de Campanha, se valendo das estruturas básicas do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital do Coração e Cesar Cals, onde cada um terá 50 leitos disponíveis, totalizando mais 150 em Fortaleza. E também temos confirmados outros 150 leitos no interior, sendo 50 em cada hospital regional de Sobral, Quixeramobim e de Juazeiro do Norte”, disse Camilo.

Falta de alinhamento no Brasil

O governador do Ceará se reuniu com o Comitê Estadual de Enfrentamento ao coronavírus, e na ocasião, demonstrou preocupação da falta de alinhamento de ações entre os Estados e o governo federal no combate da pandemia no Brasil. “Há uma preocupação da falta de alinhamento no Brasil. No mundo inteiro percebe-se uma diretriz de ação, algo a ser seguido pelo inistério da Saúde, com orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), e especialistas de saúde de cada localidade. E isso tem forçado para que cada governador tome decisões importantes, e aqui no Ceará estamos tomando as decisões considerando que em primeiro lugar está a vida das pessoas.”

Proteção social e a economia

“Nesta sexta-feira (27) terei reunião com o setor produtivo, comércio e indústria do Ceará, com o objetivo de avaliarmos os efeitos do vírus em relação a nossa economia. Temos a preocupação com o emprego do povo cearense, principalmente em relação aos vendedores ambulantes, os informais. Mas o governo federal ainda não saiu com nenhum medida de auxílio para o caso. Mas é importante notar que o enfrentamento tem de ser feito por todos, no mundo inteiro estão saindo medidas de proteção ao setor produtivo de cada país, e quem pode fazer isso aqui é o governo federal, fazer essa rede de proteção social aos que mais precisam nesse momento. A Câmara Federal está prestes a votar medidas que podem garantir uma complementação de renda para essas famílias mais vulneráveis no Ceará e no Brasil, decisão acertada e que vai de encontro ao que prego aqui, pois o meu compromisso é de proteger as vidas das pessoas.”

Medidas guiadas pela ciência

Camilo Santana reforçou ainda que o Ceará é um dos Estados do Brasil que garante mais transparência no diagnóstico dos casos de coronavírus, e das ações de enfrentamento. “Trabalhamos 24 horas por dia, sempre com total transparência na divulgação dos números de casos confirmados, casos suspeitos e testes em andamento aqui no Ceará. Para se ter um planejamento de uma ação é preciso testar, nos bairros, nas cidades. Há um esforço de uma equipe muito competente da saúde para se manter um planejamento de ações, e eu destaco que aqui as condutas partem de orientações científicas, técnicas e de profissionais de saúde, além das orientações da OMS e de tudo que sido feito no mundo para combater o vírus”, destacou o governador.

Condolências

Por fim, Camilo Santana lamentou os três primeiros óbitos confirmados no Ceará, acometidos pelo covid-19. “Quero aqui lamentar, me solidarizar com as famílias, e desejar muita força e energia para superar esse momento difícil que é perder um ente querido”, finalizou o governador.
Daniel Herculano Texto
Ascom Casa Civil Foto

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário