Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA ACESSAR O SITE DO GOVERNO DO CEARÁ

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » » Moro deve provar no STF 'acusação grave' contra mim, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta segunda-feira (27) esperar que o STF (Supremo Tribunal Federal) possa analisar rapidamente as denúncias feitas contra ele pelo ex-ministro Sergio Moro. Bolsonaro afirmou que Moro deve provar o que disse.
O ministro Celso de Mello, do STF, deve autorizar nas próximas horas a abertura de um inquérito para apurar as acusações feitas por Moro, a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras.


"O ministro que saiu fez acusações e é bom que ele comprove, até para minha biografia, tá ok. Agora, o processo no supremo é o contrario, é ele que tem que comprovar aquilo que ele falou ao meu respeito", disse Bolsonaro na porta do Palácio da Alvorada, em Brasília.

"Eu espero que o Supremo Tribunal Federal analise para tirar duvida. Uma acusação grave que foi feita a meu respeito seria bom que o supremo decida isso o mais rapidamente possível. E [ex]ministro pode apresentar as provas, se ele tiver obviamente."
O nome mais cotado no Palácio do Planalto para assumir o cargo de diretor-geral da PF é de Alexandre Ramagem, amigo do vereador Carlos Bolsonaro, o filho 02 do presidente e investigado pela PF como um dos articuladores de esquema de espalhar fake news.
Atualmente, Ramagem é diretor-geral da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) e foi chefe de segurança de Bolsonaro em 2018, quando se aproximou de Carlos.
No domingo, Bolsonaro respondeu a uma seguidora nas redes sociais “E daí?” sobre a amizade entre Ramagem e Carlos.

ACUSAÇÕES

Na sexta-feira (24), o ex-ministro da Justiça acusou Bolsonaro de querer interferir politicamente na PF para ter acesso a informações sobre investigações sigilosas. A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu a abertura de um inquérito ao STF contra Bolsonaro, para investigar as tentativas de interferência na Polícia Federal. 
Nas redes sociais, Bolsonaro negou qualquer tentativa de interferência.

PAULO SALDAÑA
Folhapres

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário