Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA ACESSAR O SITE DO GOVERNO DO CEARÁ

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » » » Projeto Oitis: grupo de famílias mantém produção sustentável em Lavras da Mangabeira

O escritório da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará – Ematerce – de Lavras da Mangabeira-CE, a Secretaria do Desenvolvimento Agrário/ Codaf,em 2008, elaboraram e implantaram um amplo projeto de investimento para a comunidade de Oitis, distrito de Lavras da Mangabeira, atendendo aos anseios das duas famílias, que residem na localidade.


O empreendimento, ainda hoje, contribui, substancialmente, para despertar, motivar e orientar práticas de transição agroecológicas, na produção de olerícolas e fruteiras, com o uso de sistemas de irrigação por microaspersão e gotejamento, com água bombeada de poço amazonas da propriedade, que tem vazão, estimada em 10.000 litros, por hora, com distribuição, por gravidade, através de um reservatório, com capacidade para 12.000 litros e altura de 10 metros. Até 2014, o sistema de bombeamento foi alimentado com energia fotovoltaica.

A produção agrícola, inicialmente, previu, no projeto, uma renda mensal de 1,1 salários-mínimos, por mês, para as famílias dos agricultores familiares José Henrique Pessoa e Cícero Henrique Pessoa Neto. Atualmente, é de 1,5 salários-mínimos. O sítio Oitis, localizado no distrito de Mangabeira, a 22 quilômetros da sede municipal, em estrada asfaltada, tem uma área de 8,8 hectares.

O projeto, elaborado por técnicos da Secretaria do Desenvolvimento Agrário – SDA – Coordenadoria de Desenvolvimento da Agricultura Familiar – Codaf – e com acompanhamento técnico da Ematerce, escritório de Lavras da Mangabeira-CE, contemplou 0,5 hectare, com irrigação, e telas para plantio protegido e custeio para o plantio de frutas e hortaliças.

O projeto inicial, em 2008, elaborado pelo técnico da SDA/Codaf, Elivan Barreto, no valor de R$ 45.000,00, financiado pelo Fundo Estadual de Desenvolvimento da Agricultura Familiar – Fedaf – e repassado pelo Banco do Nordeste do Brasil – BNB -, recebeu um aditivo financeiro, em 2014, no valor de R$ 70.865,34, para ampliação do sistema de irrigação e telado, para plantio protegido de hortaliças (841 metros quadrados).

Apesar dos sucessivos anos de secas, no período de 2012 a 2017 e limitações no fornecimento de água, o grupo de agricultores familiares deu continuidade ao projeto, com obtenção anual dos seguintes produtos, produzidos sem agrotóxicos: alface, tomate, pimentão, quiabo, coentro, acerola, mamão e milho verde, correspondente a um valor bruto de produção de R$ 55.226,00, anual, e com a elevação de renda média, anual, familiar de 1,1 para 1,5 salários-mínimos, nesses últimos 11 anos , afirma o gerente do escritório da Ematerce de Lavras da Mangabeira-CE, Engenheiro Agrônomo Kleber Correia.

A produção é entregue ao Programa de Aquisição de Alimentos –PAA – e ao Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE – com valores de R$ 11.520,00 e R$1.300,00 respectivamente, referentes à 2.900 quilos anuais de tomate, quiabo, pimentão e mamão, além do fornecimento sistemático a 25 famílias das comunidades Oitis, Flores e Carnaubinha. O excedente é vendido no distrito de Mangabeira e na sede do município.

A comunidade de Oitis, com a justificativa técnica da Ematerce, foi contemplada pelo Projeto São José III com um trator, equipado com implementos agrícolas, objetivando agilizar e aumentar a produção e a produtividade das culturas plantadas.

O presidente em exercício da Federação das Associações Comunitárias de Lavras da Mangabeira e presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Sítio Oitis e Adjacências, Cícero Antônio Severo da Costa, observa a importância no escalonamento da produção, entre os agricultores, para garantir a regularidade da oferta dos produtos no mercado.

Ele complementa, falando sobre a importância da ação extensionista (Ematerce), com maior frequência, como garantia de excelência técnica e manutenção do atendimento das políticas públicas, ofertadas pelos governos Federal e Estadual (Pronaf, expedição de DAPs, Hora de Plantar, Garantia Safra, dentre outros), além da facilidade do crédito ao Pronaf e a renovação do Documento de Aptidão ao Pronaf- DAP.

Edilmo Gurgel - Ascom Ematerce


«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário