Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA ACESSAR O SITE DO GOVERNO DO CEARÁ

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » Taxa de desemprego no Brasil cai para 13,9% no trimestre até dezembro

 A taxa de desemprego no Brasil encerrou o ano passado em 13,9%, mostraram os números na sexta-feira, ampliando a recente queda com os trabalhadores que voltaram ao mercado de trabalho encontraram empregos, mas a taxa média de desemprego em 2020 foi a maior desde que recordes comparáveis ​​começaram em 2012 .

O índice caiu de 14,1% nos três meses até novembro, informou a agência de estatísticas IBGE, em linha com a mediana das previsões de uma pesquisa da Reuters com economistas e caindo ainda mais em relação ao recorde de 14,6% nos três meses até setembro.

A taxa de desemprego no Brasil encerrou 2019 em 11,0%.

A taxa média de desemprego no ano passado foi de 13,5%, informou o IBGE, ante 11,9% no ano anterior e a maior desde o início da série, há oito anos.

Os números do IBGE mostram que 86,2 milhões de brasileiros trabalharam, alta de 4,5%, ou 3,7 milhões de pessoas, na comparação com julho-setembro, mas ainda queda de 8,9%, ou 8,4 milhões de pessoas, em relação ao mesmo período do ano anterior.

O número de brasileiros oficialmente desempregados nos três meses até dezembro caiu ligeiramente para 13,9 milhões, de 14,1 milhões no período anterior de três meses, disse o IBGE, mas foi quase 20% maior que um ano atrás.

A taxa de subemprego caiu para 28,7% de 30,3% no período de julho a setembro, enquanto a taxa média de subemprego no ano passado foi recorde de 28,1%, informou o IBGE.

O número de subempregados caiu 1,1 milhão para 32 milhões, disse o IBGE. Isso ainda foi 22,5% maior do que no mesmo período do ano anterior, ou quase 6 milhões de pessoas a mais.

A força de trabalho ficou em 100,1 milhões de pessoas, um aumento de 3,5 milhões nos três meses até setembro, e o número de pessoas fora da força de trabalho caiu totalmente em 2,3 milhões para 76,3 milhões, disse o IBGE.

Em comparação com o ano anterior, no entanto, a força de trabalho ainda é 6,1 milhões de pessoas, e há quase 11 milhões de pessoas a mais fora da força de trabalho completamente, observou o IBGE.

Por Jamie McGeever

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário