Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA ACESSAR O SITE DO GOVERNO DO CEARÁ

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » » Cursos promovidos pela Aesp capacitam mais de 6 mil profissionais de segurança pública em 2019



A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp/CE) ultrapassou o número de seis mil profissionais de segurança pública capacitados em 2019. As ações de capacitação incluíram cursos de formação inicial, de educação continuada, de aperfeiçoamento profissional e de especialização lato sensu, e contemplou servidores de todos os órgãos vinculados à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS).

Segundo o diretor-geral da Aesp, Juarez Gomes Nunes Júnior, os cursos de formação continuada realizados no período letivo de 2019 foram planejados de acordo com as demandas de capacitação emanadas pela SSPDS, Polícia Militar do Ceará (PMCE); Polícia Civil (PCCE); Corpo de Bombeiros Militar (CBMCE) e Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).
“Foram mais de 130 tipos de cursos, e essas atividades se desenvolveram ao longo de todo o ano e alcançaram todos os segmentos da segurança pública com temáticas específicas voltadas para as atividades operacionais, administrativas, internas, de inteligência, de novas tecnologias e de várias outras áreas, com vistas a atualizar conhecimentos, repassar novas técnicas e aprimorar ainda mais a atuação dos profissionais de segurança pública do Estado”, explicou Juarez.
Polícia Militar

Entre as ações de capacitação voltadas para a PMCE foram realizadas 13 turmas do Curso Especial de Policiamento com Motocicletas (CEPM). As aulas ocorreram nos municípios de Fortaleza, Sobral, Tianguá e Juazeiro do Norte, e habilitou 258 policiais para ingressar no Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas – CPRaio.
A capacitação faz parte do programa de ampliação do CPRaio, que atualmente conta com 44 bases, instaladas em todas as cidades com mais de 50 mil habitantes. A próxima fase de implementação do CPRaio será voltada para os municípios com mais de 30 mil habitantes e beneficiará cidades como Amontada, Bela Cruz, Guaraciaba do Norte, Ipu, Ipueiras, Itaitinga, Jaguaribe, Jaguaruana, Massapê, Missão Velha, Nova Russas, Paraipaba, Pedra Branca, Pentecoste, Santana do Acaraú, Tabuleiro do Norte, Ubajara e Várzea Alegre.
Os PMs também foram capacitados para as ações de policiamento ostensivo e especializado em cursos de Abordagem Policial; de Controle de Distúrbios Civis; Curso de Policiamento Montado; Curso de Policiamento Turístico; Curso de Policiamento em Área Portuária e Industrial; Curso de Operações Táticas Rurais; Curso de Policiamento de Trânsito Urbano e Rodoviário; Curso Estratégico de Policiamento Comunitário e Curso de Policiamento Ambiental, dentre outras qualificações.

Uma novidade este ano foi a realização da primeira turma do Curso de Atirador Policial de Precisão do Estado do Ceará. O treinamento, de 272 horas/aula, aconteceu entre os dias 05 de setembro e 11 de outubro, e habilitou 15 profissionais de segurança para atuar como snipers – como são conhecidos popularmente os atiradores de precisão – sendo seis policiais militares do Ceará, um policial militar do Acre, um da Bahia, um do Piauí e dois PMs de Pernambuco, além de dois policiais civis do Ceará e dois agentes da Policia Rodoviária Federal do Distrito Federal.

Polícia Civil

Para a polícia judiciária cearense, a Aesp promoveu Curso de Noções de Entradas Táticas; Curso de Investigação de Crimes Cibernéticos; Curso de Combate Velado; Curso de Prevenção a Violência e ao Uso Indevido de Drogas; Curso de Vistoria Veicular e Inclusão/Exclusão de Gravame de Roubo ou Furto; Curso de Investigação de Crime de Lavagem de Dinheiro, e Curso de Capacitação para Investigar, com a Perspectiva de Gênero, as Mortes Violentas de Mulheres.
estaque para a segunda edição do Curso de Operações Táticas Especiais (Cote), o treinamento, que prepara o policial para atuar em missões complexas e recruta novos integrantes para atuar na Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) da PCCE, ocorreu entre os meses de agosto e outubro e formou profissionais oriundos das policiais civis dos estados do Ceará, Amazonas e Pará, além de um policial rodoviário federal e um agente penitenciário do estado de Goiás.

Corpo de Bombeiros

Para atualizar e nivelar o conhecimento da tropa do CBMCE com técnicas e procedimentos operacionais modernos e eficientes, a Aesp promoveu turmas do Curso de Sistema de Comando de Incidentes; Curso Básico de Salvamento; Curso de Prevenção e Combate a Incêndio Florestal; Curso de Resgate e do Curso Básico de Atendimento Pré-Hospitalar.
Mais de cem bombeiros concluíram o Curso Básico de Combate de Incêndio Urbano, que este ano teve seis edições. Além disso, a Aesp também formou cerca de 100 novos vistoriantes no Curso de Habilitação em Vistorias Técnicas.

Pefoce

A Aesp também promoveu diversos cursos voltados para a atuação da Perícia Forense do Estado do Ceará. Para aperfeiçoar os conhecimentos teóricos e práticos dos servidores que atuam nos três laboratórios da Coordenadoria de Identificação Humana e Perícias Biométricas (CIHPB) – Laboratório de Impressão Papiloscópica (LIP), Laboratório de Identificação Necropapiloscópica (LIN) e o Laboratório de Desconhecidos (LID) – a Aesp promoveu um Curso de Papiloscopia. A capacitação, que ocorreu no mês de setembro, teve carga horária de 60 horas/aula e contou ainda com a participação de papiloscopistas da Polícia Federal (PF).
Outra qualificação importante foi o Curso de Tiro Tático, pois embora estes profissionais desenvolvam, essencialmente, uma atividade científica na busca pela prova material para a elaboração de laudos técnicos, os servidores da Pefoce compõem o quadro da segurança pública e atuam em operações, em locais de ocorrências e estão ligados às investigações e elucidações de crimes.
Os profissionais da polícia científica participaram também de formações em Análise de lesões por projétil de arma de fogo; Documentoscopia e grafoscopia; Curso de procedimentos técnicos em ocorrência relacionados a bombas e explosivos; Identificação de morte por asfixia mecânica e Identificação veicular, entre outras modalidades de cursos.

Ciopaer

Já os profissionais que atuam na Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS foram qualificados em três turmas do Curso Avançado de Operador de Equipamentos Especiais e uma do Curso de Formação de Técnico em Apoio Solo.
Médicos e enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu Ceará), que atuam em multimissões aéreas da Ciopaer, também foram capacitados em duas turmas do Curso Tático para Tripulação Aeromédico.

Pós-graduação

Ainda no âmbito da formação continuada, o destaque deste ano foi a conclusão dos primeiros cursos de pós-graduação latu sensu promovidos pela Academia, que concedeu o título de especialista para 58 profissionais formados no Curso de Especialização em Gestão de Segurança Pública (Cegesp) e do Curso de Especialização em Altos Estudos de Segurança Pública (Ceaesp).
Além disso, a Aesp também lançou o Curso de Especialização em Metodologia e Didática do Ensino em Segurança Pública (CEMDESP) – capacitação, pioneira no Brasil, que visa proporcionar aos profissionais de segurança pública das diferentes áreas, o conhecimento das bases teórico-metodológicas e didático-pedagógicas que norteiam o ensino.
A primeira turma deste novo curso de pós-graduação da Aesp iniciou ainda no mês de agosto e conta com profissionais de todas as vinculadas da SSPDS, que foram selecionados por uma prova de conhecimentos e habilidades. Neste processo seletivo, dos 336 candidatos inscritos, apenas 36 ingressaram na especialização.
Para Juarez Junior, estes números representam o compromisso da Academia para fortalecimento das ações de segurança pública do Estado, e destaca a importância da especialização dos agentes, bem como, da produção e compartilhamento de conhecimento para o combate a criminalidade.
“Para desenvolver um bom trabalho, é necessário que os profissionais de segurança pública estejam bem qualificados, estejam bem antenados com as inovações tecnológicas, e nosso papel (Aesp) é esse, é desenvolver cursos de capacitação para que as corporações tenham em seus quadros profissionais habilitados, profissionais com capacidade para enfrentar a criminalidade e oferecer a segurança tão esperada pela sociedade”, pontuou o diretor-geral da Aesp.

Novos Oficiais

Além da recapacitação e especialização das tropas, ações de formação inicial também foram promovidas pela Aesp em 2019. Atualmente, está em andamento a segunda turma do Curso de Formação Profissional para ingresso no cargo de primeiro-tenente do Quadro de Oficiais da Polícia Militar do Ceará (CFPCO/PM), que conta com a participação de 280 alunos aprovados no concurso de 2013.
Outros 56 alunos do Curso de Formação de Oficiais do Corpo de Bombeiros Militar (CFPCO/BM) concluíram suas aulas em dezembro e agora finalizam as últimas atividades do certame.

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário