Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA ACESSAR O SITE DO GOVERNO DO CEARÁ

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » » Julgamento sobre Lava Jato mostrará como Moro divide o STF


A partir do fim de março, o ministro da Justiça, Sergio Moro, passará por uma prova de fogo no Supremo Tribunal Federal (STF). A Segunda Turma vai julgar se Moro conduzia com parcialidade processos da Lava-Jato. Seja qual for o resultado, o placar será um termômetro dos aliados e adversários que Moro tem no Supremo. Dos cinco ministros do colegiado, dois votaram a favor do ex-juiz. Outros dois ainda não votaram, mas já deram indícios de que desaprovam as condutas do ministro da Justiça. O quadro mostra que, se for mesmo indicado para o tribunal, Moro não será uma unanimidade entre os futuros colegas.

O pedido para declarar a suspeição de Moro é da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo os advogados, a imparcialidade do ex-juiz ficou comprovada depois que ele aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro para ser ministro. O julgamento começou no fim de 2018, mas Gilmar Mendes pediu vista. Ele prometeu devolver o caso para a turma depois de 19 de março, quando termina a licença médica de Celso de Mello.
Até agora, Edson Fachin e Cármen Lúcia votaram a favor de Moro. Mendes e Ricardo Lewandowski devem votar no sentido oposto, conforme deram a entender em discussões no plenário. O fiel da balança será Celso de Mello, o mais antigo integrante da Corte. O decano se aposenta em novembro, deixando a primeira vaga no STF para a escolha de Bolsonaro. Moro é uma das opções do presidente para sentar-se na cadeira.
Entre os onze ministros, existe uma ala favorável aos métodos do ex-juiz e dos procuradores da Lava-Jato. Fachin e Luiz Fux são dois dos maiores entusiastas. Na outra ponta estão Mendes e o presidente do tribunal, Dias Toffoli, que não poupam críticas à “República de Curitiba”.
Carolina Brígido

O Globo
Foto: Jornal da Record-R7

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário