Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA ACESSAR O SITE DO GOVERNO DO CEARÁ

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » » Vale anuncia R$ 12,4 bilhões em remuneração a acionistas

O conselho de administração da Vale aprovou nesta quinta-feira (10) a distribuição de R$ 12,4 bilhões a seus acionistas como remuneração pelo lucro nos primeiros trimestres de 2020. A decisão provocou uma corrida pelas ações da empresa, que fecharam o dia em alta de 5,84%.
É a segunda vez que a mineradora remunera acionistas desde o desastre de Brumadinho (MG), que deixou 272 mortos em janeiro de 2019. Em agosto, a companhia pagou R$ 7,25 bilhões como remuneração pelo resultado de 2018. A operação foi aprovada em dezembro pelo conselho de administração da companhia.
Para analistas, o anúncio desta semana indica que a companhia não vê mais grandes desembolsos para remediar os danos ou indenizar vítimas e passará a focar na remuneração de seus acionistas.
Após o rompimento da barragem de Brumadinho, a Vale suspendeu o pagamento de dividendos e de remuneração variável a seus executivos. A retomada da remuneração aos acionistas havia sido aprovada em dezembro mas suspensa novamente após o início da pandemia.
Também antes da pandemia, a empresa já havia anunciado o retorno do pagamento de bônus aos executivos. Em assembleia realizada no dia 30 de abril, já durante a crise, os acionistas aprovaram um pacote de remuneração que incluía R$ 19 milhões em prêmios para a diretoria pelo desempenho em 2019.
Apesar do prejuízo de R$ 6,6 bilhões no ano, a companhia alegou que os executivos cumpriram metas de sustentabilidade e reparação dos danos da tragédia e demonstraram "engajamento total com a construção de uma empresa melhor". A medida foi classificada como "afronta" pelos familiares das vítimas de Brumadinho.
A retomada da política de dividendos foi anunciada em julho, depois que a companhia divulgou lucro de R$ 5,3 bilhões no primeiro semestre de 2020. No balanço, a empresa afirmou que a redução de incertezas e mitigação dos riscos de uma segunda onda da pandemia indicavam que "o momento mais crítico foi ultrapassado".
A perspectiva de pagamentos aos acionistas foi citada pelo Ministério Público em ação que pediu intervenção no comando da companhia. "Vigora na Vale um verdadeiro sistema de irresponsabilidade corporativa", disseram os procuradores responsáveis pelo caso.
O anúncio desta sexta foi recebido com festa pelo mercado financeiro, que vê maior foco da empresa na remuneração de seus acionistas. "A companhia entra numa nova fase, onde a remuneração de seu acionista é relevante parte do processo", disse Ilan Arbetman, da Ativa Corretora..
"As expectativas para 2021 quanto aos dividendos da Vale também são muito positivas", previram, no fim do dia, analistas da Guide Investimentos. .
Na quinta (10), a União e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) confirmaram que avaliam vender até 214,3 milhões de debêntures participativas da mineradora. O Bradesco BBI foi selecionado para coordenar a operação.
Em agosto, o banco estatal vendeu R$ 8,1 bilhões em ações da companhia, operação que marcou a retomada do processo de redução da carteira de ações do banco, uma das prioridades da gestão Gustavo Montezano.

Por: NICOLA PAMPLONA E JÚLIA MOURA
Folhapress

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário