Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA ACESSAR O SITE DO GOVERNO DO CEARÁ

Slider

Últimas Postagens

Notícias

Negócios

Política

Sociedade

Entretenimento

Cidades e Entrevistas

» » » » » » O ano sem Reis nas ruas

 

Diferente de todos os anos, a folia de reis não pôde ocupar as praças e ruas de Juazeiro do Norte neste ano de 2021. Iniciamos um ciclo sem os sons dos tambores e dos pifes em cortejo pelo centro da cidade. A pandemia do coronavírus privou os juazeirenses de vivenciar uma das mais tradicionais celebrações culturais do município.


As lapinhas, os guerreiros, os reisados e as espadas permaneceram guardadas nas casas dos brincantes neste Dia de Reis. Porém, as imagens coloridas e sons dos instrumentos estão nas nossas memórias e nos Mestres. Como conta o Mestre Tarcísio, do Reisado São Miguel, que desde 1982 brinca na folia:

“Nós ia fazer aquele bonito trono. Passava a noite todinha trabalhando. Os brincantes. Os maior, né? Os pequenos ficavam em casa. Mas os brincantes passavam a noite todinha fazendo aquelas trança. Fazendo aquele lindo, lindo palanque. Pra quando fosse no outro dia de manhã a gente receber outro reisado, com outra rainha e colocar nosso trono junto com nosso rei e junto com a rainha do outro reisado. Junto com outro reisado, fazer aquele grande encontro bonito. O mestre fazer um encontro com outro mestre, aí acontecia aquela linda apresentação."

O Mestre também fala das alegrias de encontrar a população nesse período: “Brincando. Entrando na casa das pessoas. As pessoas abria as porta pra gente brincar. A gente ia dar aquele louvor, aquele divino. Quando saia pra fora aquele jogo de espada. Aquela animação. Aquela coisa bonita.”

A Secretaria de Cultura de Juazeiro do Norte (Secult) e Tarcísio têm um desejo em comum: que a pandemia passe e que os mestres retornem as apresentações. Como afirma Vandinho Pereira, secretário da pasta: “Assim que terminar esse período de pandemia, nós esperamos que aconteça muito breve, que possamos sim ter a oportunidade de nos reunir novamente, as apresentações culturais.”

O secretário também afirma que a pasta terá um olhar especial para a cultura popular:

“No primeiro momento nós vamos lançar um edital de cadastramento a fim de ter os grupos dos artistas cadastrados, para dizer assim: acabou a pandemia. Nós tenhamos a oportunidade novamente de realizar os eventos. Já tendo os artistas cadastrados no nosso edital. A gente chama para as oficinas, para as apresentações."


Fotos: Romero Junior

Fonte: Assessoria de Comunicação PMJ

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário